...a escrever sobre dialise desde 2007...

14
Jun 06
A verdade é que, nos ultimos meses tenho pensado... afinal eu andei a tirar uma licenciatura para quê?
Trabalho há 5 anos e posso dizer-vos, meus senhores, eu já me orgulhei de ser enfermeiro, hoje e cada dia que passa arrependo-me cada vez mais de não ter seguido uma carreira na construção civil, seria mais promissora concerteza.
Somos o único grupo profissional que não recebe um salário de acordo com o grau académico de base, licenciatura;
Somos olhados pela sociedade como uns tipos e umas tipas que limpam cús e são empregados dos médicos;
Somos detentores de contratos de trabalho precários, nos quais algumas instituições se recusam a pagar suplementos justificando falência técnica (alguns hospitais cá no norte);
Temos instituições privadas que nos oferecem por 40 horas de trabalho e exclusividade um salário que ronda os 700 euros (equiparado a uma empregada de limpeza doméstica, com todo o respeito);
Somos uma classe desunida, não damos a cara pelos problemas comuns, mas resguardamo-nos atrás daqueles que são menos medrosos e acobardamo-nos com medos infundados.
Temos uma Ordem completamente utópica, desintegrada da realidade de enfermagem, que não passa de um lar de 3ª idade honorário que meus amigos é um autêntico poço de dinheiro, façam as contas meus amigos e imaginem quanto´s €€€€€ entram lá por mês!!!
Temos vários sindicatos, que não fazem a mínima ideia do que é trabalhar ao lado de um doente, são tachos meus amigos, tachos para alguns que nunca irão sofrer na pele a repressão; sindicatos que não são mais do que delegações de partidos políticos mascaradas.
Temos chefes e directores que em vez de zelarem pelos nosso interesses, não senhor, zelam pelos interesses dos srs doutores e dos senhores administradores dos hospitais.
É isto e muito mais que é ser enfermeiro em portugal, sinto-me triste, juro-vos que me sinto triste...
Tou a pensar organizar um movimento sindical completamente apartidário e que discuta e resolva os verdadeiros problemas de enfermagem... acordem meus amigos, tomem consciencia do vosso poder e não se deixem ser comidos...
Desculpem a sinceridade do desabafo... Confused

Fonte: www.forumdeenfermagem.org
publicado por rui sousa às 12:21
sinto-me:

Pois, eu sou enfermeira pq sempre quis ser.
Estive internada em adolescente e gostei da perspectiva de ajudar os outros.
Mas tb me arrependo. Isso do sorriso dos doentes tb valia para mim mais que tudo!
Porém os doentes são os nossos maiores inimigos... todas as suas queixas dos outros vão parar aos enfermeiros. Trabalho à 8 anos e arrependo-me ultimamente de não ter ido para medicina, afinal pq tantos querem e eu que podia pela media, logo quis estar mais perto do doente, intervir mais... Mal sabia que o enfermeiro não tem autonomia nenhuma!
Tenho uma postura na profissão de revindicar, de lutar e isso só me tem prejudicado. Falo demais dizem os meus superiores. Mas como trabalho bem, lá são obrigados a ouvirem-me...
Só tenho pena que não sejamos unidos pq somos a classe que temos mais força nos hospitais e se parássemos todos, dávam-nos o devido valor. Mas há sempre quem não lute...
Não devo demorar a mudar de profissão. E não é pelo dinheiro é pela dignidade.
Cristina a 3 de Setembro de 2009 às 11:46

Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
15
17

18
20
21
23
24

26
27
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
email
blog.hemodialise@gmail.com
pesquisar
 
blogs SAPO