...a escrever sobre dialise desde 2007...

22
Mar 07
A tese acaba de ser defendida na Faculdade de Filosofia de Braga da Universidade Católica de Portuguesa, Mestrado em Bioética, sob a orientação do Prof. Henrique Silveira de Brito e com nota máxima.
Estudamos dois grupos de pessoas com insuficiência renal crónica: um em tratamento com hemodiálise e outro de transplantados renais.
Os objectivos do estudo foram comparar a qualidade de vida entre estes dois grupos clínicos e ainda analisar o regresso do tranplantado renal à vida profissional, procurando identificar os contributos que a Bioética poderá dar na melhoria da qualidade de vida das pessoas”. Por outro lado, “o grande desafio deste estudo foi analisar os factores adversos que a pessoa transplantada enfrenta no seu regresso à vida profisional”.
A recolha de dados foi efectuada entre finais 2005 e os primeiros meses de 2006, e abrange um largo período (1985 - 2005), pelo que se trata do primeiro estudo feito nesta área nos últimos anos.
As conclusões foram “positivas e interessantes e para o apuramento da qualidade de vida, por exemplo, utilizei uma escala para mediação elaborada pela OMS (Organização Mundial de Sáude), validada em Portugal em 2005”.
A investigação incidiu numa “população constituida por 111 pessoas portadoras de insuficiência renal crónica, das quais 41 se encontram em tratamento com hemodiálise e em lista de espera para transplante; e 77 se encontram transplantadas. Todos os sujeitos do estudo são residentes na RAM e seguidos no Serviço Regional de Saúde - Hospital dos Marmeleiros”.
Em relação à idade dos doentes, o estudo de Judite Sá esclarece que “esta patologia (insuficiência renal crónica) atinge maioritariamnente as pessoas em idade profissional activa, ou seja, 92,8 por cento dos sujeitos têm menos de 65 anos, e destes, 36,9 por cento menos de 41 anos de idade”.
O tempo de espera para o transplante variou entre um período de “zero a cinco anos”. E também se confirmou “o sucesso do transplante, uma vez que 24,3 por cento já conta com mais de dez anos”. O grupo de pessoas em hemodiálise, no período a que o estudo se refere, indica a percentagem de 73,7 por cento.

Estudo importante para uma reflexão actual
O Professor Doutor Walter Osswald, investigador e especialista em Bioética, deu o seguinte parecer sobre a tese em referência: “A dissertação da Mestra Enfermeira Judite de Sá ocupa-se de um importante tema, sobre o qual devemos reflectir com cuidado.
O seu estudo incidiu sobre a totalidade da população de transplantes renais que vivem na Madeira e permitiu chegar a conclusões muito interessantes. Se, por um lado, a qualidade de vida dos doentes sujeitos a transplante melhorou de forma marcada, não se distinguido, na prática, da qualidade de vida dos indivíduos sãos, foi preocupante outra conclusão. De facto, verificou-se que uma percentagem elevada de transplantados não conseguiu alcançar plena re-integração social, mormente no mundo do trabalho, sendo que muitos continuam na condição de inválidos.
Este trabalho, efectuado com rigor metodológico e escrito com correcção, constitui um importante contributo para este tema, tão importante do ponto de vista humano, médico e social.”

fonte:www.jornaldamadeira.pt
publicado por rui sousa às 18:00
tags:

10
Ago 06
Deixo aqui um resumo de um trabalho sobre a qualidade de vida dos doentes insuficientes renais crónicos em hemodiálise.

Link: http://www.esslei.ipleiria.pt/files/1116_qualidade_vida_doentes_insuficientes_renais_43b3d28555316.pdf?swp_esslei_portal=dd2a866a8c000868e0cd22a59538062
publicado por rui sousa às 10:50
tags:

Com o objectivo de descrever uma técnica de realização de fístulas arterio-venosas para acesso à hemodiálise, através da avaliação dos aspectos técnicos de sua realização, eficácia e complicações.

http://www.scielo.br/pdf/jvb/v4n4/v4n4a08.pdf

É mais um artigo brasileiro da responsabilidade de:

Copyright © 2005 by Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.
publicado por rui sousa às 10:43
tags:

17
Jul 06
Este artigo é sobre um dos problemas mais comuns e perigosos da hemodiálise, a Hipercaliémia.
A hipercaliémia surge por acumulação de potássio no organismo. Se os doentes hemodialisados não têm uma orientação dietética adequada, estão sujeitos às complicações ineretes à acumulação indesejada de substâncias tóxicas no organismo.

Veja então o artigo neste link:

http://www.amp.org.br/revistamedica/RMPrevencaoHipercalemia.htm
publicado por rui sousa às 09:54
tags:

28
Jun 06
Uma diversidade de alterações osteoarticulares têm sido descrita nos doentes em hemodiálise.
Assim Alessandra de Sousa Braz, Ângela Luzia B. P. Duarte, realizaram um estudo para verificar estas manifestações em doentes hemodializados de três centros da região metropolitana de Recife - Brasil.

http://www.revbrasreumatol.com.br/pdf/43_4_223.pdf
publicado por rui sousa às 18:25
tags:

Aqui temos mais um trabalho elaborado no país ("que vive apenas para o futebol..."), onde devem publicar na internet mais trabalhos do que outro país qualquer. E nós os portugueses (10 milhões de entes queridos!!!) temos que agradecer porque se não iriamos procurar trabalhos em todas as línguas menos em Português.

http://www.scielosp.org/pdf/rsp/v38n2/19777.pdf
publicado por rui sousa às 17:51
tags:

Este trabalho elaborado por Maria de Lourdes Silveira Brasil e Eda Schwartz, teve como pricipal objectivo conhecer a influência de actividades lúdicas no tratamento de pacientes com Insuficiência Renal Crônica Terminal, durante a hemodiálise.

Pode dar uma vista de olhos no restante trabalho clicnado no link:
http://www.ppg.uem.br/Docs/ctf/Saude/2005_1/02_208_05_Brasil%20e%20Schwartz_As%20atividades%20ludias.pdf
publicado por rui sousa às 17:45
tags:

Cá está mais um artigo pesquisado na net. Para não variar vem do outro lado do atlântico, do Brasil:

http://www.medonline.com.br/med_ed/med9/hipehem.htm
publicado por rui sousa às 17:37
tags:

16
Jun 06
http://www.lava.med.br/livro/pdf/guilherme_hemodialise.PDF

Primeiro sobre catetetrização.

http://www.lava.med.br/livro/pdf/adriano_fistula.PDF

Este é sobre fístulas arterio-venosas!

Aproveitem porque vale a pena!!!
publicado por rui sousa às 00:53
tags:

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
email
blog.hemodialise@gmail.com
pesquisar
 
blogs SAPO